Prefeitura Municipal de Catanduva

Aumentar Diminuir Contraste Acessibilidade

Meio Ambiente

Viveiro de Mudas Municipal
  • Viveiro de Mudas Municipal
  • Praça Paulo Neves
  • Praça Lourenço Esteves

ADOTE UMA ÁRVORE
 
Os benefícios de uma árvore são muitos, ela ajuda a controlar a poluição sonora, reter a poeira do ar e funciona como um regulador térmico. A sensação térmica no asfalto a pleno sol é de 50°C caindo para 37ºC em um local sombreado e podendo chegar a 17°C em um local sombreado e gramado. Fique atento ao tamanho do requadro onde está plantada sua árvore. Ele deve ter no mínimo 0,7x0,7m para que ela se desenvolva sem quebrar o calçamento. Vamos tornar nossa rua, nosso bairro e nossa cidade um local prazeroso de se viver!

 


Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura:
Av. Olímpia, 900, no Recinto de Exposições. Tel: 3524-7239.

Zoológico Municipal Missina Palmeira Zancaner:
Rua 3 de Maio, 17, Jardim do Bosque. Tel: 3525-0913.

Centro de Educação Ambiental Prof. Paschoal Roberto Turatto:
Rua São Joaquim da Barra, 313 - Jardim do Bosque. Tel: 3521-1671.

Viveiro Municipal de Catanduva:
Rua Cascatinha, 95, Vila Lunardelli. Tel: 3524-1127.

 

DENÚNCIAS AMBIENTAIS:
meioambiente@catanduva.sp.gov.br

PESQUISA SOBRE ARBOVIROSES

22/05/2018 - 07:35

Zoológico integra pesquisa inédita da USP sobre arboviroses

 

O Zoológico de Catanduva é parceiro da Universidade de São Paulo (USP) de Ribeirão Preto e integra uma pesquisa inédita para o mapeamento de riscos de arboviroses na região. O projeto envolve a coleta de material biológico (sangue, Swan anal e oral) de macacos para verificar possível presença de vírus transmitidos por artrópodes (Arbovirus), como Zika e Febre Amarela.

 

A parceria veio por meio de contato da universidade com a Sociedade de Zoológicos do Brasil, que indicou o Zoológico de Catanduva.

 

A pesquisa é do biólogo Leonardo La Serra, aluno de doutorado da Faculdade de Medicina Ribeirão Preto - USP. O orientador do projeto é o professor Dr. Luis Tadeu Moraes Figueiredo.

 

De acordo com o biólogo, o trabalho é importante como fonte de dados para a prevenção dessas doenças em humanos, estendendo-se aos primatas não humanos. Ao todo, 16 macacos serão analisados, sendo 7 macacos prego, 4 bugios e 5 saguis de tufo preto.

 

Os primatas são pesados e anestesiados e, após a coleta feita pelo biólogo e o coorientador da pesquisa Gilberto Sabino-Santos Junior, é realizado exame clínico nos animais, com aferição de temperatura, auscultação cardíaca e pulmonar, avaliação das mucosas, olhos, ouvidos, unhas, pele e pelos.

 

“Para a avaliação em cada animal levamos em média dez minutos. Fazemos a contenção e damos a anestesia. Além dos exames e análises, também conferimos o transponder, que é a identificação de cada um deles. Todos os animais do zoológico têm essa marcação”, disse a veterinária Sandra Mendes.

 

A ocasião também é oportuna para a higienização dos recintos, já que todos os macacos são retirados de uma só vez. Os resultados dos exames clínicos, considerados de rotina, ficam prontos em, no máximo, cinco dias. Já o resultado das análises deverá ser divulgado junto à tese de doutorado de La Serra.


//Galeria de fotos

Rolar para esquerda
  • Plantio de Mudas
  • Viveiro de Mudas Municipal
  • Praça Mouraí
  • Praça Firmino Toschi
  • Praça José Bonjovani
  • Praça Lourenço Esteves
  • Praça Nazira
  • Praça do Aeroporto
  • Praça do Aeroporto
  • Praça Paulo Neves
  • Zoológico Municipal - Reforma e Novos Recintos
  • Zoológico Municipal - Reforma e Novos Recintos
  • Praça do Idoso - Praça Jornalista Lecy Pinotti
  • Praça do Idoso - Praça Jornalista Lecy Pinotti
  • Praça do Idoso - Praça Jornalista Lecy Pinotti
Rolar para direita

Prefeitura de Catanduva | www.catanduva.sp.gov.br | Ouvidoria 0800-772-9152