Prefeitura Municipal de Catanduva

Aumentar Diminuir Contraste Acessibilidade

Comunicação

A Assessoria de Comunicação Social é o órgão responsável pela divulgação estratégica das atividades realizadas pela Prefeitura de Catanduva. O trabalho da Assessoria é pautado pelas ações que a Prefeitura planeja e executa, como inaugurações, eventos, datas comemorativas, obras, criação de programas e projetos desenvolvidos por diversos setores do órgão público. Além da elaboração de releases, a Comunicação é responsável pelo atendimento aos órgãos de imprensa. Através de solicitações, a equipe de jornalismo busca as informações necessárias para fundamentar as matérias divulgadas pela mídia impressa, eletrônica e digital. Trata-se de um setor de apoio a todas as secretarias, com fornecimento de estrutura, som e divulgação. A Assessoria de Comunicação Social coordena conteúdo, produção e veiculação de todas as mídias jornalísticas e publicitárias da Prefeitura de Catanduva. Atualmente, circulam periodicamente o semanário Imprensa Oficial do Município e o jornal Prefeitura Especial. A Comunicação também é responsável pelo site oficial e pela programação da TV Prefeitura.

 

IMPRENSA OFICIAL:  [ACESSE AQUI] 
Publicação que circula todas as sextas-feiras, tem como objetivo tornar público editais e atos oficiais da Prefeitura, gerando economia aos cofres públicos. Além disso, a Imprensa Oficial do Município de Catanduva divulga o trabalho do Executivo através de reportagens, tornando-se um dos poucos jornais oficiais a oferecer conteúdo jornalístico à população. A Câmara Municipal, bem como as autarquias municipais, SAEC e Imes Catanduva, também publicam editais e atos administrativos no semanário.

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

12/06/2017 - 09:16

NOTA DE ESCLARECIMENTO

 

A Prefeitura de Catanduva esclarece aos futuros moradores do Nova Catanduva 2 que aguarda que a construtora Pacaembu assuma compromisso com o Ministério Público quanto à abertura de um novo acesso viário ao bairro e a soluções para as áreas destinadas a sistema de lazer, escola e unidade de saúde, para, após isso, liberar o Habite-se das moradias.

 

A Prefeitura compreende a dificuldade das pessoas que estão pagando taxas do novo imóvel, mas frisa que, este momento, antes da entrega das casas, é a última chance para que a administração possa exigir que o loteador faça as adequações, garantindo qualidade de vida aos futuros moradores. Se nada for feito, os prejuízos podem ser prolongados – ou até eternos.

 

No início da atual gestão, a Prefeitura identificou que o Nova Catanduva 1 sobrecarregou o sistema viário na região, assim como as escolas e o setor de saúde. Hoje, os veículos demoram até 30 minutos para transpor a ponte que liga o bairro ao Centro. Além disso, 150 crianças são transportadas para outras escolas, pois as existentes não as comportam.

 

Com essas constatações e a iminência da entrega do Nova Catanduva II, com 620 moradias, ficou fácil prever um colapso no trânsito e o aumento da deficiência na prestação de serviços de saúde e educação. Além disso, as áreas públicas disponibilizadas pelo loteador não são adequadas para implantar equipamentos de lazer, escola e unidade de saúde.

 

Assim, para proteger atuais e futuros moradores, a Prefeitura denunciou a situação ao Ministério Público e solicitou que a empresa que fez o empreendimento solucione os impactos negativos. Foi exigida a implementação de um novo acesso, que não dependa da ponte de passagem sobre a rodovia, e alterações nas áreas públicas destinadas ao município.


Prefeitura de Catanduva | www.catanduva.sp.gov.br | Ouvidoria 0800-772-9152