Prefeitura Municipal de Catanduva

Aumentar Diminuir Contraste Acessibilidade

// GCM RESGATA GAMBÁ FÊMEA

separador

GCM resgata gambá fêmea com bolsa carregada de filhotes

 

Sete filhotes de gambá se recuperam de um parto de urgência. Eles conseguiram sobreviver, após a mãe ter sido resgatada com ferimentos pelo corpo e partes da calda e patas mutiladas. O caso foi registrado na madrugada do último sábado, dia 6 de outubro.

 

A suspeita é que a fêmea tenha sido atingida por uma locomotiva. Ela foi encontrada na área onde fica a base da Guarda Civil Municipal (GCM), bem perto da linha férrea. A equipe que estava de plantão se deparou com o animal desacordado, mas respirando.

 

“Percebemos que a fêmea estava ofegante e a barriga mexia muito, até que, num determinado momento, um filhote caiu. Foi aí que deduzimos que ela estava grávida”, lembrou o GCM, Cláudio Pereira, que chamou um médico veterinário e assumiu os custos do serviço.

 

O profissional que atendeu a ocorrência identificou o animal sendo da espécie gambá do mato, que lembra um rato grande. Apesar dos estímulos, a mãe morreu pouco tempo depois.

 

De acordo com o veterinário Júnio Ferreira, especialista em animais silvestres, os filhotes estavam na bolsa materna, que fica no ventre do animal, logo após dar à luz. Os recém-nascidos estão sob cuidados médicos. Eles recebem alimentação e tratamento. A expectativa é que filhotes sejam reintroduzidos na natureza quando estiverem preparados e recuperados, o que pode levar de quatro a cinco meses.

Apesar de ser um bicho de hábitos noturnos e ter as matas como habitat natural, os gambás são adaptados à área urbana. “À noite é o período que eles saem para se alimentar, momento em que aconteceu o acidente”, destacou.

 

Geralmente, o gambá invade residências em busca de comida ou a procura de local seguro para fazer ninhos, como forros. Não é recomendável acuar o animal. O ideal é que ele encontre caminho para fugir.

 

Para evitar esse tipo de surpresa, a recomendação é não se aproximar, vedar aberturas, entre o telhado, acondicionar o lixo corretamente e retirar sobras de rações. “Se o gambá aparecer no quintal, o morador pode colocar madeira para simular uma escada e facilitar sua saída”, finalizou.

separador

Prefeitura de Catanduva | www.catanduva.sp.gov.br | Ouvidoria 0800-772-9152