Prefeitura Municipal de Catanduva

Aumentar Diminuir Contraste Acessibilidade

Conheça Catanduva

História e Fundação

Inicialmente Catanduva foi conhecida por Cerradinho, nome dado devido à localização do vilarejo, que se iniciou numa área de cerrado ralo. Depois, o arraial de Cerradinho foi elevado a Distrito de Paz, com o nome de Vila Adolpho, pela lei nº 1.188 de 16/12/1909, numa homenagem ao Coronel Adolfo, influente político da cidade de São José do Rio Preto, município ao qual a vila pertencia. Com a chegada da Estrada de Ferro em 1910 e o progresso da vila, foi criado o Município de Catanduva, pela lei nº 1564 de 14/11/1917, sendo que a instalação do mesmo ocorreu em 14 de abril de 1918, em solenidade realizada no Clube 7 de Setembro. Em 9 de dezembro de 1919, pela lei nº 1675-E, criava-se a Comarca de Catanduva, que seria instalada em 07/02/1920. O conhecido título "Cidade Feitiço" é relacionado à hospitalidade dos moradores que recebem com muito carinho e atenção todos os visitantes e foi citado pela primeira vez em um jornal da cidade.

Entre as diversas versões sobre a fundação de Catanduva, os historiadores destacam duas. Uma delas afirma que o povoado teria se iniciado quando uma família mineira chamada Figueiredo chegou ao local no final do século XIX, em torno de 1890, onde deu início à primeira lavoura e construiu a primeira casa de telhas no bairro São Francisco. Os Figueiredo teriam recebido as terras como herança da família Moreira, de nacionalidade portuguesa. O bairro São Francisco, por sua vez, é apontado como o primeiro bairro catanduvense, devido a sua proximidade com o Córrego Minguta. Outra versão diz que a cidade teria sido fundada por Antônio Maximiano Rodrigues, mineiro de Conceição do Rio Verde, que teria adquirido terras da região por volta de 1890, fazendo, posteriormente, a doação de alqueires de sua propriedade para a paróquia de São Domingos. Existe ainda uma terceira versão, mais descartada pelos historiadores, que aponta Domingo Borges da Costa, conhecido como Minguta, como fundador.

Pelas datas e nomes nada se resolve. Se de fato Figueiredo herdou essas terras de seus antepassados, não existem documentos que provem isso. Por outro lado, os únicos documentos existentes e conhecidos apontam Maximiano como o verdadeiro possuidor e fundador dessas terras, o que se confirma na transcrição feita em 18 de setembro de 1890 no Cartório de Registro de Imóveis e Anexos da Comarca de Jaboticabal, na qual Maximiano adquiriu, por escritura pública lavrada, 100 alqueires de terra na Fazenda Barra Grande, no termo daquela Comarca e onde hoje se situa Catanduva. Historicamente, sabe-se que Catanduva surgiu em meados dos anos 1850, em terras que pertenciam ao município de Araraquara e que, posteriormente, originaram as cidades de Jaboticabal, Monte Alto e São José do Rio Preto, de onde viria a se desmembrar o município de Catanduva.

(texto revisado pelo historiador prof. Sérgio Bolinelli)

Prefeitura de Catanduva | www.catanduva.sp.gov.br | Ouvidoria 0800-772-9152